quarta-feira, 14 de março de 2012

Homenagem ao Culinarista: Ofélia

 

Antes mesmo de Ana Maria Braga aparecer na TV com o seu loiro José. Uma outra apresentadora já colocava água na boca das donas de casa com suas receitas de culinária, era Ofélia Ramos Anunciato.

Pioneira da televisão, estreou como culinarista na TV Santos, canal 5, de Santos, uma uma subestação da TV Paulista, também pertencente às Organizações Victor Costa, no dia 11 de fevereiro de 1958.

A primeira receita foi um tender à Califórnia. "Não havia tender no Brasil. O dono da emissora, Vitor Costa, trouxe da Argentina", recordou Ofélia.


 Passados seis meses, foi para a TV Tupi, de São Paulo, sob a direção de Abelardo Figueiredo. Com ele, se tornou culinarista do primeiro programa feminino da televisão brasileira, “Revista Feminina”, que era apresentado por Maria Teresa Gregori. Ficou na Tupi, durante dez anos, até 1968, quando ela, o programa e toda a equipe se transferiram para a TV Bandeirantes.

No canal 13 paulistano, a TV Bandeirantes, acabou ganhando um programa próprio, a famosa “Cozinha Maravilhosa de Ofélia”, que ela comandou por mais de trinta anos.

Para engrossar o caldo da criatividade, Ofélia pesquisava e viajava o mundo todo. Nos 14 livros que levam seu nome, ensina os segredos das cozinhas brasileira, portuguesa e italiana. No ano passado, foi premiado com o Jabuti na categoria Produção Editorial, com Ofélia, o sabor do Brasil. "Na Feira de Livro de Frankfurt, o livro foi considerado um dos 13 mais lindos do mundo", festejava.

"A cozinha brasileira é a mais farta do mundo", dizia, puxando a brasa para sua sardinha. E revelou que, apesar dos pratos típicos baiano serem os mais conhecidos dentro e fora do país, a cozinha capixaba era a melhor, em sua opinião. "É leve e saborosa", definiu.

E não negava fogo quando precisava cozinhar em casa. "Nas comemorações de família, divido o fogão com minha filha." Só não tinha paciência para as várias festas para as quais era convidada. É que, sempre que chegava, era cercada por pessoas que queriam falar de, exatamente, comida e televisão. "Estou enjoada disso. Não dá nem pra comer em paz", ria.

Nestes 40 anos de fogão, Ofélia nunca perdeu a ordem na frente da televisão. "Sou muito organizada. Nunca deixei cair uma colher de chá no chão", garantia. E vibrava com o que acontecia ao fim de cada programa: "É só apagar a luz da gravação que o estúdio lota. Todo mundo quer comer o que preparei."

A culinarista Ofélia Anunciato, nascida em 27 de dezembro de 1924, faleceu no dia 26 de outubro de 1998, em decorrência de um infarto do miocárdio.


 

Biográfia

Ofélia Ramos Anunciato (Itatiba, 27 de dezembro de 1924 — São Paulo, 26 de outubro de 1998) foi uma culinarista e cozinheira brasileira. Tornou-se famosa ao apresentar programas de cozinha (A cozinha maravilhosa de Ofélia) na televisão. Começou a sua carreira de divulgação culinária em 1958 com a publicação de receitas nos jornais A Tribuna (Santos) e A Gazeta (São Paulo).

Ofélia Anunciato nasceu no dia 27 de dezembro de 1924. Pioneira da televisão, estreou como culinarista na TV Santos (canal 5 de Santos), uma subestação da TV Paulista, também pertencente às Organizações Victor Costa, no dia 11 de fevereiro de 1958.

Passados seis meses, estava na TV Tupi de São Paulo, sob a direção de Abelardo Figueiredo. Com ele, tornava-se culinarista do primeiro programa feminino da televisão brasileira, Revista Feminina, apresentado por Maria Teresa Gregori. Ficou na Tupi até 1968, quando ela, o programa e toda a equipe se transferiu para a Rede Bandeirantes. No canal 13 paulistano, a TV Bandeirantes, acabou ganhando um programa próprio, Cozinha Maravilhosa de Ofélia, que apresentou por mais de trinta anos.

Publicou O Grande Livro da Cozinha Maravilhosa de Ofélia, com mais de 1200 receitas, 13 edições até 1998 pela Cia. Melhoramentos de São Paulo. Também foi publicado o livro Ofélia, O Sabor do Brasil que, em inglês, ganhou o título Ofélia, A Taste of Brazil, 2000 (tradução do português ao inglês por Julie Martin, em associação com a editora First Edition Translations).

Ofélia faleceu às 3 da manhã do dia 26 de outubro de 1998, no Hospital da Beneficência Portuguesa, onde esteve internada por quinze dias. O corpo foi velado na Câmara Municipal de São Paulo, no Auditório Prestes Maia. A culinarista foi enterrada no Cemitério Memorial de Santos.


Um de seus Livros mais famosos é este aqui:

A Cozinha Maravilhosa de Ofélia - As 1.000 Receitas Mais Famosas e Saborosas, Editora Melhoramentos, R$ 84,90 - Ofélia Ramos Anunciato foi a primeira pesso...
A Cozinha Maravilhosa de Ofélia - As 1.000 Receitas Mais Famosas e Saborosas, Editora Melhoramentos, R$ 84,90 - Ofélia Ramos Anunciato foi a primeira pessoa a ter um programa de culinária na televisão brasileira - A Cozinha Maravilhosa de Ofélia -, que se manteve no ar de 1958 a 1998. Além desse, a culinarista publicou 17 livros. A obra inclui receitas de aperitivos, entradas e saladas, peixes, aves, carnes, acompanhamentos essenciais, receitas internacionais, dicas para festas, lanches, sobremesas, cafés e licores


Onde Comprar







1 comentários:

Hestia on 14 de março de 2012 16:23 disse...

Muito legal a homenagem pra ela. Dizem que esse livro é muito bom. Vc tem?

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Enia Pedretti Bolos & Cia Copyright © 2009 Cookiez is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template